27 fevereiro 2011

JOGO DOS SETE ERROS & SUA ESTÓRIA

O JOGO DOS SETE ERROS


& SUA ESTÓRIA

O São Paulo foi fundado em 1930, lá na beira da Marginal do Tietê, e por má administração, o clube faliu em 1934, tentaram recriar o clube, mas faliram novamente.

As dívidas contraídas nunca foram pagas pelo São Paulo, mas pelo clube vizinho, o C.R. Tietê, que aceitou incorporar o terreno, ficar com as taças e arcar com as dívidas.

Finalmente, o clube foi fundado em 1935, sem qualquer patrimônio. 
Só sobreviveu nesta terceira fundação porque se fundiu ao C.A. Estudantes da Mooca, passando a mandar seus jogos naquele bairro. 

O São Paulo foi salvo de uma nova falência por um jogo beneficente entre Palestra e Corinthians, o famoso jogo da barrica, assim chamado porque 
colocaram uma barrica na entrada para que o povo jogasse dinheiro e ajudasse o São Paulo a pagar suas dívidas. 

No jogo das barricas, "Porfírio da Paz" andou no meio das torcidas adversárias com a bandeira do arco-íris, esticada, para que o pessoal atirasse algumas esmolas na bandeira. 

Em 1942, com apenas 7 anos de vida e sem patrimônio, foi salvo pela II Guerra Mundial, por utilizar o nome da cidade, era aliado da elite política (racista), e por isto não aceitava atletas negros.
Tentou a todo custo se apropriar do Palestra Itália, já que o Brasil havia declarado Guerra ao Eixo.
Não conseguindo tomar o Palestra, conseguiu ao menos tomar de graça um Clube Alemão (Germânia), lá n a região da Marginal Tietê (Canindé). 

Neste mesmo ano, 1942, o São Paulo fugiu do gramado para não ser goleado pelo Palmeiras, na final do Paulistão, 10 anos depois, vendeu para a Portuguesa o terreno que havia sido tomado de graça. 
Com o dinheiro, comprou um terreno no Jardim Leonor [de Barros], urbanizado com a maracutáia do então prefeito, Adhemar de Barros. 

Como até meados da década de 50 não aceitava negros no seu elenco, para enganar diretores e torcedores, os  negros alisavam o cabelo e usavam um pó branco sobre a pele, conhecido como pó de arroz. 

Um dos maiores craques do São Paulo só assumiu sua negritude quando foi jogar no Corinthians, e tal fato foi tão importante para a sociedade negra a do Brasil que uma empresa de alimentos criou um produto em sua homenagem. O jogador foi Leônidas da Silva, a empresa foi a Lacta, e o produto foi o chocolate Diamante Negro. 

Nos anos da ditadura, sem explicar a origem do dinheiro, sem um clube de associados, sem rendas (pois jogava em estádios vazios pela péssima campanha), construiu o maior estádio particular do mundo, o Estádio do Morumbi. 

Enquanto construía seu estádio, o São Paulo mandava seus jogos no Palestra Itália, sem pagar aluguel, Laudo Natel, dirigente do São Paulo, era Governador do Estado na época da construção do estádio. 

Para inaugurar seu estádio (parcialmente acabado), precisou de 2 jogadores do Palmeiras (Julinho e  Djalma Santos) para reforçar seu time, que era medíocre demais, e arriscava perder no jogo de inauguração. 

Tinha o "governador biônico" (Laudo Natel), não-eleito, imposto pela ditadura como dirigente do clube, chegando a sentar no banco de reservas nas partidas para tirar o time da fila. 

Na década de 80, o São Paulo foi rebaixado e jogou na segunda divisão do campeonato paulista, o São Paulo é o único clube grande da capital que NUNCA vestiu a camisa da Seleção Brasileira. 

O São Paulo é o time grande da capital com menor média de público nos últimos campeonatos brasileiros. 

Em 1936, o primeiro uniforme do São Paulo foi dado pelo Corinthians. Era um uniforme nas cores branco, vermelho e preto: camisa branca com a manga direita vermelha e a manga esquerda preta, calção branco com uma listra lateral e meias brancas.

E, pra finalizar: o primeiro baile gay foi feito no Morumbi, sem nenhum lucro para o clube, pois membros da sua diretoria eram filiados ao GLTB'S. É mole ou quer mais?

A estória toda se é verdade não sabemos, verifiquem por ai, a tentativa de tomada do Palestra, e a venda do canindé para a Portuguesa, isso todo mundo já sabe.

Ah! não somos claustrofóbicos, quero dizer : homofóbicos (?), não temos nada contra veados, eles são livres no seu habitat natural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, o BLOG já é avacalhado, não avacalhe nos comentário, e lembre-se, o que escrever, poderá ser usado como bem entendermos...

Não esqueça de digitar o código de confirmação.

Mestre, Kill & Kavalla, agradecem a preferência.